O 4º Encontro da Diversidade acontece em 30 de novembro, sábado, das 9 às 13h, no Salão Paulista do Club Homs, na avenida Paulista, próximo da estação Brigadeiro do metrô.

O tema deste ano é “PcDs (Pessoas com Deficiência): diferenças e semelhanças que nos unem”.

:: Debater a diversidade é algo necessário para a construção da sociedade justa que almejamos viver. Com geração de oportunidades em que todos possam partir do mesmo ponto.

“A inclusão de Pessoa com Deficiência no ambiente social e profissional se resume a uma única palavra: acesso”, afirma a socióloga e consultora na área de deficiência, Marta Gil.

Otimizar acessos à educação, cultura, esporte, lazer e ao mercado de trabalho às Pessoas com Deficiência são formas que auxiliam o debate e a criação de políticas públicas, normas e regulamentos.

A socióloga, Marta Gil, coordenadora do Amankay Instituto de Estudos e Pesquisas e colaboradora do Portal Planeta Educação, é uma das palestrantes no 4º Encontro da Diversidade.

:: Mais conhecimento

Além da Marta Gil outros dois importantes nomes fazem parte da programação. Confira.

Isaías Dias, bancário e cadeirante, coordenador do Coletivo Estadual de Trabalhadores com Deficiência da CUT-SP, ministra palestras desenvolvendo com o público temas ligados ao trabalho, direitos e deveres dos PcDs.

“Atualmente existem duas políticas principais que discutem o tema: trabalho e educação. A Lei das Cotas deve ser mantida para que novos avanços sejam conquistados. Porém, é preciso que haja condições de trabalho adequadas”, comenta o bancário.

A Profa. Mestre Naira Rodrigues Gaspar, fonoaudióloga especialista em atendimento familiar e mestre em ensino em Ciências da Saúde, é cega e mora na cidade de Santos. Ela vai tratar de temas comuns no dia a dia dos PcDs.

“A deficiência não é um limitador para o desenvolvimento da pessoa quando há condições para que este acesso seja possível”, afirma Naira.

:: Programação

Haverá recepção com café da manhã, apresentações dos palestrantes e mediadores.

A socióloga Marta Gil fará um trabalho com o Jogo Interativo Discovery, que é um jogo de inclusão inserido em um processo contínuo e mágico de descobertas.

Naira Rodrigues Gaspar e Isaías Dias levam ao público a realidade do dia a dia em seus trabalhos, ambientes sociais e, também, vão falar de direitos e deveres das Pessoas com Deficiência.

:: Inscreva-se

Participe do evento, é gratuito.

Convide seus amigos e familiares e adquiram novos conhecimentos sobre o tema.

:: Clique aqui e inscreva-se até dia 27 de novembro.

Em caso de dúvidas entre em contato pelo e-mail: convites@apcefsp.org.br ou ligue para: (11) 3017-8331 ou 3017-8344.

 :: Censo 2019

A direção da Caixa se negou a participar da pesquisa nacional: 3º Censo da Diversidade, lançada pela Federação Nacional dos Bancos – Fenaban.

O levantamento visa traçar o perfil da categoria bancária por gênero, orientação sexual, raça e PcDs (Pessoas com Deficiência) com o objetivo de analisar as políticas de inclusão dos bancos e promover a igualdade de oportunidades no setor bancário.

::: Os empregados da Caixa somente foram incluídos no Censo após pressão dos movimentos sindicais.

:: Acesse aqui e participe do Censo

 :: Debate necessário

Os empregados da Caixa recepcionaram recentemente novos colegas que ingressaram na cota de contratação de PcDs, conforme prevê a Lei 8.213/91. Isso foi possível pois entidades que representam os empregados da Caixa ingressaram com Ação no Ministério Público, que exigiu da empresa o cumprimento da Lei.

Mas a Caixa não cumpre ainda toda a cota exigida.

“Ainda há muito o que fazer, muitos espaços a conquistar. Estas conquistas nos animam a continuar lutando pelo exercício dos Direitos Humanos das Pessoas com Deficiência e de seu direito ao exercício da cidadania”, afirma Marta Gil.

:: Vamos juntos romper com os mitos e preconceitos.

Compartilhe: